terça-feira, 5 de maio de 2015

Meu querido Amigo,

Hoje comecei a ler um livro, "cartas de amor aos mortos" .O livro mostra cartas que uma garota escreveu à pessoas mortas, era uma lição de casa e mostra cartas que ela escreveu à pessoas famosas que morreram.
Me deu vontade de fazer isso, de escrever para as "minhas" pessoas que se foram. E veio a calhar que hoje seria seu aniversário aqui,e decidi começar escrevendo para você.
Espero que esteja tudo bem por aí, que você esteja bem, feliz e em paz.
Sempre penso em você,faz um tempinho que não sonho contigo.
Sabe que  tenho muito carinho por ti, sempre tive, foi de imediato e sei que independente de nos reencontrarmos um dia ou não, o carinho permanecerá.
Tenho gravado umas palavras suas, de uma troca de emails de muito tempo atrás. Sempre penso no que você me disse, aquilo me marcou e me fez enxergar coisas que estavam na minha cara e eu nem me dava conta.
Aquilo me ajudou!
Você me ajudou!
Foi uma luz, um "acorda minha filha", um impulso para me fazer sair daquela inércia. Muita coisa mudou de lá pra cá. Tem sempre uns altos e baixos,mas faz parte do pacote da vida né.
Não sei daí o quanto que você tem "acesso" à tudo por aqui, e há tanto para te contar!
Queria sonhar mais contigo, ou quem sabe até te ver, te encontrar de alguma forma e te dar um abraço. Se puder, e quando puder, apareça!
Seguimos aqui com saudades!
Nem é preciso fechar os olhos pra te ver sorrindo, teu sorriso é inesquecível e aquece o coração da gente saber que em algum lugar esse sorriso segue iluminando quem estiver por perto.
Como essa é minha primeira carta assim, nem sei bem o que dizer...espero de alguma forma já ter transmitido, pelo menos um pouco, todo o meu afeto.

Com amor e saudades,

Ju