quarta-feira, 5 de julho de 2017

semestre do cão

Foi um semestre do cão!
Pensei tantas vezes em escrever, precisei tantas vezes fazer isso, desabafar, tentar aliviar o peso que eu vinha carregando, mas eu não tinha forças pra nada.
Os meses passaram e eu não vi.
Agora a poeira está baixando, o corpo está voltando a funcionar, já não me sinto naquele estado letárgico.
Sabe, eu poderia ter feito um diário. Ter registrado como foi esse último semestre, ter registrado a que ponto baixo podem levar a gente. O quanto o stress, o trabalho e tudo relacionado à isso podem corromper tua saúde, teu bem estar, tua sanidade.

E quando você achava que iriam esperar você se recuperar, por que afinal de contas o trabalho te adoeceu, você é demitida.
É frustrante! É como uma apunhalada nas costas. Por tudo que fiz e vivi naquele lugar, a sensação é ruim. 
Por mais que, aquilo no momento estivesse acabando com a minha saúde, talvez houvesse outro modo de se fazer esse tipo de coisa.

Por que no fim, a gente parece pão de chão, depois de surrado eles te jogam fora.